Carregando
Carregando conteúdo
[contact-form-7 404 "Not Found"]

Outubro Rosa: O que é, como surgiu e porque é tão importante

Data

1 ● outubro ● 2018
Saúde da Mulher

Outubro Rosa: O que é, como surgiu e porque é tão importante
5 (100%) 1 vote

Conheça tudo sobre o movimento que apoia a prevenção ao câncer de mama.

Você provavelmente já ouviu falar e já viu várias ações a respeito do Outubro Rosa mas não sabe ao certo o que representa? Esse movimento que ocorre durante todo o mês de outubro tem como objetivo compartilhar informações sobre o câncer de mama, promover a conscientização sobre a doença, proporcionar maior acesso aos serviços de diagnóstico e de tratamento e contribuir para a redução da mortalidade pelo câncer de mama.

 

O movimento que surgiu na década de 90, nos EUA, ocorre em todo o mundo ganhando a atenção não só de órgãos e serviços relacionados a saúde, mas também ganha a atenção e divulgação em diversas empresas e até mesmo de monumentos de grandes cidades que ganham iluminação especial rosa para lembrar as mulheres da causa.

Preparamos este texto para falar um pouco mais a você sobre a causa do Outubro Rosa, o câncer de mama e seus métodos de prevenção e lembrar que quanto mais cedo o diagnóstico, maiores são as chances de cura.

Aqui você fica sabendo um pouco mais sobre nódulo na mama.

Como surgiu o Outubro Rosa

O Outubro Rosa teve início no ano de 1990, nos Estados Unidos, onde alguns estados faziam ações isoladas para lembrar as mulheres da importância de fazer os exames e prevenir o câncer de mama.

A partir de uma aprovação do Congresso Americano, o mês de outubro passou então a ser o mês nacional de prevenção do câncer de mama no país e surgiu a campanha Pink October.

Após esse período o movimento foi ganhando extensão para outros lugares e países e hoje já é uma grandioso evento da saúde e prevenção de caráter internacional.

Embora a doença tenha casos descobertos todos os dias, o mês de outubro foi escolhido para representar a causa ao redor do mundo. Durante todo o período, é comum ver empresas, espaços e monumentos decorados e/ou iluminados com a cor Rosa. O Cristo Redentor, um dos maiores monumentos do Brasil, é um deles.

No Brasil, o movimento começou em 2002, e o primeiro monumento a ganhar a iluminação rosa foi o Obelisco do Ibirapuera, em São Paulo. O movimento então começou a ganhar ainda mais força quando várias cidades abraçaram a causa e começaram a divulgá-la de diversas formas.

O câncer de mama é o segundo tipo mais frequente no mundo. No Brasil, segundo a Sociedade Brasileira de Mastologia, as taxas de mortalidade por esse tipo de câncer continuam elevadas e crescendo a cada ano, especialmente porque a doença ainda costuma ser diagnosticada em estágio avançado.

Por isso, fazer a campanha e incentivar os cuidados e prevenção a partir do autoexame das mamas e também da mamografia são ações essenciais para a saúde da mulher.

 

Laço Rosa. O símbolo do Outubro Rosa.

A cor rosa foi escolhida para simbolizar, mundialmente a luta contra o câncer de mama estimulando a participação das mulheres através da prevenção. E o laço rosa de fita é o grande símbolo do movimento Outubro Rosa.

O laço rosa é o símbolo da prevenção do Câncer de mama.

A ideia do laço foi lançada pela Fundação Susan G. Komen for the Cure que distribuiu os laços aos participantes da primeira Corrida pela Cura, realizada em Nova Iorque, em 1990. Após esse evento, o laço passou a ser distribuído em locais públicos, corridas, desfiles de modas, entre outros eventos para mobilizar a população sobre a importância da ação.

O laço é usado fixado na blusa na direção do seio para lembrar da importância de cuidar do órgão e prevenir a doença através dos exames.

 

A Campanha no Brasil x Ministério da saúde

No Brasil, a campanha Outubro Rosa foi vista pela primeira vez em outubro de 2002, em São Paulo, quando houve a iluminação do Monumento-Mausoléu do Soldado Constitucionalista (mais conhecido como o Obelisco do Ibirapuera) com a cor rosa.

 

A iniciativa aqui no Brasil foi de um grupo de mulheres simpatizantes com a causa do câncer de mama. Hoje o Brasil tem inteiro está mobilizado e realiza  campanhas em todas as partes.

 

O INCA – Instituto Nacional do Câncer, participa do movimento desde 2010, realizando a promoção de eventos técnicos, debates e apresentações sobre o tema, assim como produz materiais e outros recursos educativos para disseminar informações sobre prevenção e detecção precoce da doença.

O Ministério da saúde também realiza todos os anos a campanha Outubro Rosa com o Objetivo de fortalecer a comunicação entre as mulheres e fazer o rastreamento e o diagnóstico precoce do câncer de mama, desmistificando alguns conceitos em relação à doença.

Os objetivos da Campanha segundo o Ministério da saúde são:

  • Enfatizar a importância de a mulher conhecer suas mamas, realizar o autoexame e ficar atenta às alterações suspeitas;
  • Informar que para mulheres de 50 a 69 anos é recomendada a realização de uma mamografia de rastreamento por ano;
  • Mostrar a diferença entre mamografia de rastreamento e diagnóstica;
  • Informar que o Sistema Único de Saúde (SUS) garante a oferta gratuita de exame de mamografia para as mulheres brasileiras em todas as faixas etárias.

O câncer de mama

O câncer de mama é a doença que o movimento Outubro Rosa trabalha para combater. A doença é causada pela multiplicação de células anormais da mama, que formam tumores cancerígenos. Há vários tipos de câncer de mama e entre eles, alguns têm o desenvolvimento rápido, enquanto os outros são mais lentos.


Se descoberto precocemente o câncer de mama tem grandes chances de cura.

Esse é o tipo de câncer mais comum entre as mulheres no mundo e no Brasil, depois do câncer de pele não melanoma, o câncer de mama chega a ter cerca de 25% de casos novos a cada ano. Especificamente no Brasil, esse percentual é um pouco mais elevado e chega a 28,1% sendo mais frequente nas mulheres das Regiões Sul, Sudeste, Centro-Oeste e Nordeste.

 

Geralmente o tumor se inicia na mama, pode atingir a axila e até mesmo aparecer em outros órgãos, o que podemos chamar de metástases.

 

A extensão do tumor é o que vai determinar a forma de tratamento do câncer. Quando diagnosticado de forma precoce, o câncer de mama tem grandes chances de cura. Por isso são necessárias medidas de autocuidado da mama como o autoexame e a mamografia.

Quais os principais fatores de risco?

Os principais fatores de risco para o desenvolvimento do câncer de mama são:

– Sexo feminino;

– Mulheres com idade igual ou acima de 50 anos;

– Histórico familiar (primeiro ou segundo grau direto);

– Ausência de filhos;

– Ter a primeira gravidez após os 30 anos;

– Uso de hormônios externos;

– Consumo de álcool;

– Doença mamária prévia;

– Radiação toráxica e obesidade;

É importante considerar alguns números a respeito do câncer de mama, cerca de uma em cada dez mulheres irá desenvolver câncer ao longo de suas vidas, outro número a se considerar é que em geral a taxa anual é de 50 casos para cada 100.00 mulheres/ano.

 

É necessário saber que riscos existem, porém deve-se principalmente ficar atento aos cuidados com a mama.

O câncer de mama também pode ocorrer nos homens, no entanto são raros, representando apenas cerca de 1% dos casos.

Quais são os sinais e sintomas?

O câncer de mama geralmente surge por meio de uma massa, o chamado tumor que pode ser sentido ao ser apalpado. Após ser descoberto através do autoexame ou da mamografia.

 

Nem todo o tumor no seio pode ser um câncer, porém ao notar a presença de uma massa ou tumor mamário, a mulher deve procurar um ginecologista ou mastologista.

 

Outros sintomas que podem caracterizar um câncer são o endurecimento das mamas, a presença de secreção pelo mamilo e o surgimento de gânglios axilares.

 

Como é o tratamento?

Ao receber um diagnóstico de câncer de mama a mulher deve fazer um tratamento que envolve diversos profissionais, sendo tratada por um cirurgião, um oncologista clínico e um rádio-oncologista. A ordem do tratamento depende das condições em que o tumor foi diagnosticado.

Hoje o tratamento para o câncer é feito por uma equipe multidisciplinar.

 

Quanto a realização de cirurgias, ela pode ser realizada nos casos necessários podendo ser retirada toda a mama ou parte dela. Isso ocorre da mesma forma na axila, de onde pode ser retirado um linfonodo ou todos. O tratamento depende das características do tumor quando se realizou o diagnóstico.

 

No que se refere ao tratamento oncológico, a paciente poderá ser submetida a um tratamento após a cirurgia (tratamento adjuvante), ou antes da cirurgia (tratamento neoadjuvante). Da mesma forma pode ser necessária a realização de sessões de quimioterapia, hormonioterapia e tratamento alvo-específico.

O tratamento depende das características do tumor e hoje com o fato de ser multidisciplinar e envolver diversos profissionais, isso tem ajudado a elevar as taxas de cura.

 

Prevenção do câncer de mama

A melhor maneira de se prevenir constitui a realização de medidas de autocuidado da mama. Assim sugere-se a realização do autoexame da mama mensalmente, o qual deve ser realizado pelo menos uma semana após o período menstrual. Na presença de alguma anormalidade, um médico deverá ser procurado.

 

A principal maneira de se prevenir o câncer de mama é a realização do exame de mamografia que detecta a presença de tumores. Esse exame favorece o diagnóstico precoce e a elevação nas taxas de cura. Assim sugere-se a realização do exame de mamografia de maneira regular (anualmente) a partir dos 40 anos de idade.

 

Autoexame das mamas

Você sabia que cerca de 80% dos tumores de mama são descobertos pelas próprias mulheres?

O Câncer de Mama é a maior causa de óbitos por câncer das mulheres brasileiras. Para prevenir o desenvolvimento e detectar precocemente essa doença, o autoexame das mamas é o primeiro passo e é fundamental que todas mulheres o realizem.

É importante que as mulheres conheçam as suas mamas e façam o autoexame.

 

Por isso é ideal que cada mulher conheça detalhadamente as suas mamas e realize o autoexame, isso facilita a percepção de qualquer alteração. O autoexame é recomendado para mulheres maiores de 20 anos de idade e deve ser feito após sete dias do início da menstruação.

 

Após a menopausa a mulher deve escolher um dia do mês para fazê-lo e a partir dos 40 anos, é fundamental que as mulheres realizem anualmente a mamografia, pois o câncer de mama costuma atingir principalmente mulheres em idade em torno dessa idade.

 

Em todas as faixas etárias da mulher podem aparecer nódulos benignos, que também vão precisar de tratamento mas podem não significar um câncer. É importante lembrar que o autoexame das mamas é apenas a primeira precaução.

 

A mulher deve realizar uma consulta ginecológica anual e é preciso muita atenção aos sinais que o seu corpo dá, entre eles o aparecimento de secreções e dores.

 

Prevenção

A prevenção do câncer de mama é o fator mais estimulado durante a campanha do Outubro Rosa. E essa prevenção pode ser feita de diversas maneiras:

 

Autoexame das mamas: Essa é a primeira forma de uma mulher detectar e esse exame pode ser feito de diversas formas. Siga as instruções e realize o seu corretamente:

Em frente ao espelho:

  1. Posicione-se em frente ao espelho;
  2. Observe os dois seios, primeiramente com os braços caídos;
  3. Coloque as mãos na cintura fazendo força;
  4. Coloque-as atrás da cabeça e observe o tamanho, posição e forma do mamilo;
  5. Pressione levemente o mamilo e veja se há saída de secreção.

 

Em pé (pode ser durante o banho):

  1. Levante o braço esquerdo e apoie-o sobre a sua cabeça;
  2. Com a mão direita esticada, examine a mama esquerda;
  3. Divida o seio em faixas e análise devagar cada uma dessas faixas. Use a polpa dos dedos e não as pontas ou unhas;
  4. Sinta a mama;
  5. Faça movimentos circulares, de cima para baixo;
  6. Repita os movimentos na outra mama.

 

Deitada:

  1. Coloque uma toalha dobrada sob o seu ombro direito e examine a mama direita;
  2. Faça movimentos circulares e uma leve pressão para sentir as mamas;
  3. Apalpe a metade externa da mama (é mais consistente);
  4. Apalpe as axilas;
  5. Inverta o procedimento para examinar a mama esquerda.

 

Caso sinta algum nódulo ou mudança na textura ou tamanho, procure um médico ginecologista ou mastologista. Ele realizará o exame clínico de mama e poderá solicitar a mamografia para avaliar corretamente.

Quer encontrar um ginecologista de forma rápida e prática? Agende uma consulta aqui.

Estou com dúvidas: O Que fazer?

Diante de qualquer dúvida após realizar um autoexame e sentir um nódulo ou após receber um exame com positivo para o câncer, procure o seu médico imediatamente. Só ele pode ajudar você com um diagnóstico correto e pedir outros exames para diagnosticar de forma melhor o realizar o tratamento.

Se você já tem o diagnóstico de câncer de mama tente ficar tranquila e realizar o tratamento indicado pelo médico. Hoje com o avanço da medicina e a união de vários profissionais para tratar a doença, as chances de cura são maiores.

Os cuidados e atenção com a pessoa com câncer são importantes durante o tratamento.

 

Outra dica importante é para incentivar as mulheres a se cuidarem  e se acharem sempre bonitas, pois a doença pode causar algumas diferenças  na vida da mulher como a perda dos seios e dos cabelos.

 

Por isso, é importante que a família, marido, parceiros e acompanhantes de mulheres com Câncer de mama tenham bastante paciência e é fundamental respeitar sempre a sua parceira que está fragilizada, podendo sentir-se feia e com seus aspectos femininos diminuídos.

É importante que haja todo apoio e que você esteja ao lado dela sempre e incentive-a de maneira positiva durante o tratamento.

 

Conclusão

O conhecimento do corpo e a prevenção são métodos de evitar o câncer de mama.

Outubro Rosa é um movimento realizado em todo o mundo para lembrar as mulheres da importância dos cuidados e prevenção ao câncer de mama. O nome remete à cor do laço rosa que simboliza a luta contra a doença e estimula a participação da população, empresas e entidades.

 

Este movimento começou nos Estados Unidos, onde vários Estados tinham ações isoladas referentes a prevenção do câncer de mama no mês de outubro, posteriormente com a aprovação do Congresso Americano o mês se tornou o mês nacional (americano) de prevenção do câncer de mama.

A campanha se estendeu para outros países  e no Brasil começou a ser realizada em 2002, desde então vem alertando as mulheres sobre a importância de fazerem o autoexame das mamas e a mamografia, principais exames para detectar o câncer de mama que é o tipo que mais mata mulheres no Brasil e se identificado precocemente pode ter grandes chances de cura.

A ação de iluminar de rosa monumentos, prédios públicos, pontes, teatros e etc. Surgiu posteriormente, e não há informação oficial, de como, quando e onde foi efetuada a primeira iluminação.

 

Essa, porém, é uma forma prática para que o Outubro Rosa se expanda e fique cada vez mais abrangente para a população se tornando uma lembrança pra cuidar da saúde das mamas. Faça os exames e previna-se.

Acompanhe o nosso blog e fique por dentro de mais dicas para cuidar da  sua saúde. Outros textos também vão ajudar você a se prevenir de algumas doenças, veja aqui:

 

 

Esse texto ajudou você a saber mais sobre o movimento Outubro Rosa? Se sim, compartilhe para que outras pessoas também possam conhecer o movimento e se prevenir. E lembre-se sempre de procurar um médico para cuidar de você de maneira segura. A Cia da Consulta é a sua aliada em cuidar da saúde e fazer a prevenção do câncer de mama em todos os meses do ano.