Carregando
Carregando conteúdo
[contact-form-7 404 "Not Found"]

Exames Ginecológicos. Guia Completo de exames.

Data

2 ● outubro ● 2018
Saúde da Mulher

Exames Ginecológicos. Guia Completo de exames.
Avalie este post!

Conheça mais sobre os exames que ajudam na prevenção da saúde da mulher

Você vai passar por exames ginecológicos mas tem dúvidas de qual a função de cada um deles? Então esse texto é para você mulher, que precisa necessariamente uma vez ao ano realizar exames ginecológicos para cuidar da saúde.

Papanicolau, mamografia, colposcopia, hemograma entre outros, são alguns dos exames necessários para cuidar do sistema reprodutor, da saúde mamária e também da saúde íntima.

Esses exames ajudam a prevenir e detectar doenças como o câncer de colo de útero e o câncer de mama que são os que mais matam mulheres no Brasil. E se descobertas no início, essas doenças têm maiores chances de cura.

Nesse mês especial em que celebramos o movimento Outubro Rosa, estimulando o cuidado e prevenção ao câncer de mama, convidamos você a conhecer os exames ginecológicos fundamentais, exames para a gravidez, primeira consulta com ginecologista e muito mais.

 

Saiba mais sobre a Candidíase,, uma doença  também recorrente nas mulheres que têm tratamento e cura.

Excelente leitura!

 

O que são os exames ginecológicos?

Os exames ginecológicos são realizados buscando garantir a saúde e bem-estar das mulheres. Eles devem ser realizados anualmente caso a mulher não tenha nenhum problema de saúde ginecológico e devem ser solicitados por um médico ginecologista, o especialista em cuidar da saúde da mulher.

O Ginecologista é o médico que cuida saúde feminina desde a adolescência até a menopausa.

 

Esses exames servem para diagnosticar ou tratar algumas doenças como corrimento vaginal, sangramento fora do período menstrual, endometriose, cólica, HPV e câncer no colo do útero.

O Ministério da saúde recomenda que especialmente após a primeira menstruação, as mulheres busquem um ginecologista pelo menos uma vez ao ano, mesmo quando não haja sintomas de doenças ou quando sentirem algum sintoma ou desconforto que possa prejudicar a sua saúde.

A ida ao médico e a realização de exames é importante para prevenir doenças e investigar sintomas que aparentemente não são graves.

 

Principais exames ginecológicos

Existem diversos exames ginecológicos para prevenir ou tratar diversas doenças e entender o que cada exame detecta e quando é necessário realizá-lo para manter a saúde em dia.

Conhecer um pouco mais sobre esses exames e saiba quando é necessário procurar um médico para fazer a prevenção e tratamento através dos exames ginecológicos.

 

Exames ginecológicos de rotina: Quais saber quais que devo fazer.

Exame clínico ginecológico

 

O que pode detectar?

Esse exame é feito no consultório pelo médico, geralmente o médico examina algumas áreas do corpo da mulher para descobrir se alguma alteração como:

 

Mamas –  para detectar a presença de nódulos, irregularidades, retrações, aderências na pele;

Axilas – são examinadas para verificar se há alterações no tamanho dos gânglios linfáticos;

Pescoço – examinados para detectar saliências e aumento do volume da glândula tireoide;

 

Exame pélvico de toque

 

Nesse exame é possível avaliar a posição, mobilidade e tamanho dos órgãos genitais femininos internos, em especial do útero, ovários e trompas, assim como a presença de dor ou possíveis tumores;

Inspeção da vagina e do colo uterino – esses exames são feitos com um espéculo, instrumento inserido dentro da vagina da mulher para investigar a presença de secreções anormais ou que denotem uma infecção e também para identificar a presença de lesões com suspeita de serem malignas;

 

Quando fazer?

Deve ser feito uma vez ao ano se não surgir nenhum problema. Caso esses exames mostrem algum problema, é necessário consultar um médico quando houver necessidade. Alguns problemas ou sintomas podem levar a mulher a procurar o ginecologista antes de completar um ano da consulta, como:

  • Problema nas mamas: surgimento de nódulos, vermelhidão, secreção pelo mamilo e dor que não está relacionada ao ciclo menstrual;
  • Dor abdominal abaixo da cicatriz umbilical, relacionada ou não com a menstruação ou ato sexual;
  • Sangramentos durante a relação sexual, fora do período menstrual ou mesmo aumento do fluxo menstrual.
  • Surgimento de corrimento vaginal abundante, com a presença de coceira ou odor forte.

Papanicolau

O que pode detectar?

Esse exame é fundamental para investigar a saúde do útero da mulher. Ele detecta infecções e lesões pré-malignas no colo do útero, como alguns tipos de câncer associados à infecção pelo HPV.

 

Outros fatores de risco para o desenvolvimento desse tipo de câncer são o tabagismo, a baixa ingestão de vitaminas, a multiplicidade de parceiros sexuais, a iniciação sexual precoce e o uso de anticoncepcionais orais.

Quando fazer?

É importante que seja feito anualmente, a partir do início da vida sexual. Também deve ser feito por gestantes, durante o pré-natal para investigar a presença de qualquer doença que possa afetar o feto.

Outras recomendações para realizar o exame Papanicolau:

  • Quando há presença de sangramento genital de causa não-hormonal;
  • Pela presença de secreção vaginal abundante;
  • Quando há sangramento relacionado ao ato sexual;
  • Para realizar controle em pacientes com HPV ou lesões pré-malignas;
  • Para investigar lesões suspeitas no colo do útero;

Mamografia

O mamógrafo é o aparelho que faz a mamografia e pode detectar o Câncer de mama.

 

O que detecta?

Esse também é um dos principais exames ginecológicos e detecta a presença do Câncer de mama e microcalcificações que podem evoluir para um tumor maligno.

Quando fazer?

Pode ser feito de acordo com a necessidade médica após o exame clínico e principalmente a partir dos 35 anos.  A mamografia deve ser repetida anualmente a partir dos 40 anos e continuar assim mesmo quando a mulher entre na menopausa.

Caso a mulher tenha antecedentes familiares (mãe, tia, irmã) com câncer de mama, deve realizar 10 anos antes da idade na qual surgiu o primeiro caso na família, pois cerca de 10% dos tumores malignos da mama são causados por herança familiar.

Ultrassom

O Ultrassom é um dos exames ginecológicos importante da detecção e prevenção de doenças.

 

O que detecta?

Esse exame pode ser realizado em diversas partes do corpo. Ele ajuda a detectar câncer de mama, anomalias no útero, pedra na vesícula e apendicite. O ultrassom transvaginal permite uma análise detalhada dos órgãos ginecológicos internos como útero, ovários e trompas, podendo detectar problemas precoce nesses órgãos.

 

O Ultrassom das mamas é complementar ao exame de mamografia principalmente na diferenciação de algumas lesões detectadas em mulheres com menos de 35 anos, nas quais a mamografia apresenta uma precisão diagnóstica menor devido a maior densidade mamária.

Em gestantes, o Ultrassom também é realizado para acompanhar o desenvolvimento do feto.

Quando fazer?

Quando o médico achar necessário após a realização de um exame clínico, para a prevenção e detecção de algumas doenças.

 

Colposcopia

O que detecta?

Esse exame detecta lesões no colo do útero, na vagina e na vulva.

Quando fazer?

Deve ser feito de acordo com a necessidade do médico para melhor diagnóstico e obrigatoriamente nos casos de Papanicolaou alterado, para a investigação de pacientes com HPV ou lesões pré-malignas do colo uterino e para investigar a presença de lesões suspeitas no colo do útero.

 

Exames ginecológicos hormonais

O que detecta?

Os exames hormonais detectam possíveis problemas no hipotálamo e glândulas como hipófise e da tireoide e ovários. Eles geralmente são exames de sangue e podem auxiliar a investigar causas de infertilidade, sangramentos genitais ou alterações do ciclo menstrual, queda de cabelo, secreção mamária, menopausa, acne, entre outros. Os mais conhecidos são os exames como TSH e T4 livre, que vão identificar alterações nos hormônios tireoidianos.

 

Quando fazer?

Deve ser feito para a prevenção e detecção das situações mencionadas acima e também para investigar outras situações, como:

  • Presença de sintomas de menopausa, como, por exemplo, ondas de calor, secura vaginal, entre outras;
  • Infertilidade;
  • Sangramento genital;
  • Alterações importantes de peso;
  • Alteração de pele, cabelo ou unhas;
  • Alteração do ciclo menstrual;

 

Exames ginecológicos laboratoriais

Podem ser exames de sangue ou urina realizados em laboratórios, os mais conhecidos dessa lista e você provavelmente já fez. Os ginecologistas costumam pedir exames de sangue para verificar se os componentes e nutrientes do sangue estão normais e descobrir precocemente possíveis alterações hormonais, e também para investigar a presença de DST’s.

 

Hemograma completo

O hemograma é um dos exames de sangue solicitados pelo ginecologista para diagnosticar doenças.

O que detecta?

Esse exame é o mais básico dos exames de sangue e ajuda a detectar doenças como anemia, infecções, processos inflamatórios, problemas de coagulação e leucemia.

Quando fazer?

Deve ser feito anualmente como exame de rotina ou conforme a necessidade do médico para identificar suspeitar de alguma das ocorrências acima.

Qual é a importância do hemograma como rotina?

Durante a menstruação, a mulher tem uma perda sanguínea mensal que, em algumas pacientes, pode ser suficiente para ocasionar uma anemia. Detectar uma anemia muitas vezes é difícil e a realização do hemograma pode evidenciar formas ocultas da doença, por isso, ele deve ser um exame de rotina.

 

Rastreamento infeccioso

O que detecta?

Esse também é um exame de sangue feito em laboratórios que tem como objetivo identificar doenças infecciosas, como candidíase, herpes, HIV e sífilis.

 

Quando Fazer?

Deve ser feito quando a paciente se expor a algum risco que possam provocar essas doenças, como uma relação sem.o uso de preservativo, contaminação por sangue ou secreção ou devido a manifestação de sintomas característicos dessas doenças e também durante o pré-natal para investigar a saúde da mulher durante a gravidez.

Pode também ser feito como um exame de prevenção de acordo com a necessidade médica.

 

Outros exames de sangue

Geralmente também são solicitados exames de glicemia (identificar a quantidade de açúcar no sangue) colesterol total e suas frações (identificar o grau de colesterol),  triglicerídeos (avaliar a presença de gordura no sangue), creatina (avaliação da função renal), TGO e TGP (avaliação da função hepática) também devem ser realizados de acordo com o caso da paciente e a avaliação médica;

Os exames de prevenção devem começar a ser realizados após a primeira relação sexual da mulher.

 

Urocultura

O que detecta?

Esse é um exame de urina que detecta cistite e infecção urinária, que costuma ser muito comum em mulheres.

 

Quando fazer?

Quando o médico suspeitar de alguma doença de acordo com os sintomas relatados pela mulher e a partir dos resultados positivos de exames;

Quais as queixas mais comuns que levam o médico a solicitar a urocultura?

Em pacientes que não estão grávidas, os sintomas de infecção urinária mais comuns são ardência ao urinar e aumento na frequência das micções com diminuição do volume urinado. Também faz parte investigar infecção urinária por sintomas como dores abdominais, perda urinária aos esforços, entre outros.

Nas gestantes, os sintomas podem ser bastante inespecíficos ou mesmo ausentes, o que justifica sua realização rotineiramente durante o pré-natal, pois nesse período a infecção urinária costuma ser mais comum.

 

Exames para prevenção

Alguns exames não são necessários serem realizados anualmente, somente quando o médico precisa fazer alguma investigação mais específicas de doenças conforme alguns sintomas relatados pela paciente ou conforme o resultado de alguns exames já realizados.

 

Laparoscopia diagnóstica

Também conhecido como videolaparoscopia, é um exame que através do uso de um tubo fino e com luz, permite a visualização dos órgãos reprodutores dentro do abdômen, podendo identificar doenças como endometriose, gravidez ectópica, dor pélvica e infertilidade.

 

Esse exame é uma técnica mais invasiva e necessita de anestesia geral, sendo mais recomendada a realização de ultrassom transvaginal ou ressonância magnética antes dele.

Histerossalpingografia

Esse é um exame de raio-x em que é utilizado contraste para observar o colo do útero e as trompas de falópio, identificando possíveis causas da infertilidade da mulher, além da salpingite, uma inflamação das trompas uterinas.

 

Esse exame não costuma doer, mas pode provocar desconforto, sendo as vezes receitado pelo médico o uso de análgesicos ou anti-inflamatórios antes e depois da realização.

 

Ressonância magnética

Esse exame permite observar, com melhor resolução, imagens das estruturas genitais para a detecção de alterações malignas, como miomas e câncer de útero e vagina. Ele também é utilizado para acompanhar as alterações que podem surgir no sistema reprodutor feminino, indicando se houve ou não resposta ao tratamento, além de indicar se deve ser realizada ou uma cirurgia.

É um exame que não dói, possui menor custo, tem fácil acesso e não utiliza radiação e contraste na veia.

Exames ginecológicos para engravidar

Quando uma mulher pretende engravidar de forma planejada, é recomendado que ela faça exames preparatórios que avaliam o histórico e o estado de saúde tanto da mulher quanto do homem, isso contribui para uma gravidez saudável e também ajuda o bebê a nascer cheio de saúde.

O pré-natal é um exame de extrema importância e obrigatório durante a gravidez.

 

O ideal é que esses exames sejam realizados, pelo menos, 3 meses antes de iniciarem as tentativas, pois se houver alguma doença ou problema que tanto na mulher, quanto no homem e que possam interferir na gravidez, há tempo para esse problema ser solucionado antes da gravidez ocorrer.

 

Mesmo que a gravidez não seja planejada, a partir do momento em que a mulher descobrir que está grávida ela deve procurar um ginecologista para iniciar o exame de pré-natal e realizar todos os exames corretamente para não pôr em risco a vida do bebê.

Saiba mais aqui sobre os primeiros sintomas da gravidez.

Os exames que o casal precisa fazer, devem ser orientados pelo ginecologista e incluem:

 

Para a Mulher:

  • Exame de sangue como hemograma completo, glicemia em jejum e tipo de sangue;
  • Exames de sangue para citomegalovírus, rubéola, toxoplasmose, sífilis, hepatite B e AIDS;
  • Exame de urina e fezes;
  • Dosagem hormonal e checagem de anticorpos;
  • Papanicolau com pesquisa para o HPV;
  • Observação dos genitais para verificar se existem doenças ginecológicas;

 

Para o Homem:

  • Exame de sangue com hemograma completo;
  • Exame de sangue para sífilis, hepatite B, AIDS;
  • Exame de urina e fezes;

Durante a consulta pré-concepcional ou no pré-natal, o médico também deve verificar a carteirinha de vacinação da mulher para ver se ela está com todas as vacinas atualizadas e prescrever comprimidos de ácido fólico que deve ser tomado antes de engravidar para evitar possíveis defeitos no sistema nervoso do bebê.

 

Exames para gravidez após os 40 anos

Quando a mulher que tem mais de 40 anos decide engravidar, os exames devem ser os mesmos citados acima, no entanto, com esta idade as chances de engravidar são menores e o casal costuma ter mais dificuldade. Neste caso, o médico pode solicitar que a mulher faça alguns exames  mais específicos que mostram a imagem do útero como por exemplo:

 

Histerossonografia – um tipo de ultrassonografia do útero que serve para avaliar a cavidade do útero;

Ressonância magnética –  em caso de suspeita de tumor e para avaliar casos de endometriose;

Vídeo-histeroscopia – exame em que o médico visualiza a cavidade uterina por meio de uma pequena câmera de vídeo, via vaginal para avaliar o útero e auxiliar no diagnóstico de miomas, pólipos ou inflamações do útero;

Videolaparoscopia – Uma técnica cirúrgica em que a região abdominal, útero e trompas são visualizadas através de uma câmera;

Histerossalpingografia –  um tipo de raio-x com contraste que serve para avaliar a cavidade do útero e se há obstrução nas trompas;

Os exames para engravidar ou realizados durante o pré-natal, possibilitam programar a gravidez antes mesmo de começar a tentar, para garantir a saúde do bebê que vai nascer.

 

Primeira consulta e exames ginecológicos

Para algumas meninas e mulheres, a primeira visita ao ginecologista pode causar certa tensão.

A primeira consulta ao ginecologista deve esclarecer todas as dúvidas das adolescentes.

 

Quando ocorre a primeira menstruação é o momento ideal de levar as meninas ao ginecologista, essa também é uma fase que o corpo começa a mudar e assume comportamentos totalmente desconhecidos pela menina até então.

Neste momento, é ideal buscar a orientação de um ginecologista para explicar a menina sobre sobre o ciclo menstrual e as mudanças que chegam com ele, falar sobre DST’s e prevenção e também sobre gravidez na adolescência.

Por falta de informação ou por constrangimento, muitas adolescentes adiam ao máximo este momento. E muitas mães mesmo já tendo passado por isso, não tem a mesma didática de um profissional especializado. O Ginecologista é o médico que vai acompanhar a saúde da mulher ao longo da vida, prevenindo e tratando doenças do aparelho reprodutor, fazendo o acompanhamento durante a gravidez e também na menopausa.

 

Precisa agendar uma consulta com um ginecologista? Agende aqui de maneira rápida e prática.

Que tipos de pergunta o meu médico ginecologista fará?

Se você está prestes a fazer a sua primeira consulta com um ginecologista, fique tranquila menina. A primeira consulta geralmente é uma conversa, na qual o ginecologista faz perguntas sobre doenças da infância, hábitos, ciclo menstrual, doenças na família e histórico de outras doenças como o câncer de mama.

O médico também poderá fazer orientações sobre Menstruação, TPM, sexo, gravidez e doenças sexualmente transmissíveis. Se você tem queixas ou dúvidas, pergunte ao seu médico. Tudo ainda é muito novo, então é bom que você entenda que ele está ali para ajudar a esclarecer.

 

Eu vou precisar de exames ginecológicos se eu for virgem?

Se você é virgem, o médico costuma examinar apenas a área dos seios para ver o desenvolvimento, a região abdominal e a parte externa da região genital. Entretanto, se a menina estiver muito nervosa nesse dia, o ginecologista prefere deixar o exame físico uma consulta mais adiante, quando a paciente se sentir confortável para isso.

Saiba que ter uma secreção vaginal é comum na mulher a partir da primeira menstruação. Mas caso a menina apresente alguma secreção anormal, o médico poderá solicitar exames de sangue e um exame de secreção que é feito na parte de fora da vagina e não afeta a virgindade.

 

Conclusão

As mulhAs mulheres devem fazer exames ginecológicos pelo menos uma vez ao ano para prevenir doenças.eres devem fazer exames ginecológicos pelo menos uma vez ao ano para prevenir doenças.

 

Os exames ginecológicos são fundamentais para os cuidados da saúde da mulher. É recomendado que pelo menos uma vez por ano as mulheres consultem um ginecologista e façam alguns exames solicitados por eles como Papanicolau, mamografia, colposcopia, ultrassom e exames de sangue para prevenir doenças.

 

Esses exames são fundamentais para detectar e prevenir doenças como câncer de colo de útero e câncer de mama que são as doenças que mais levam as mulheres a óbito no Brasil e se descobertas no início e tratadas podem ter cura.

 

É importante que a primeira consulta ao ginecologista seja logo após a primeira menstruação para conhecerem as mudanças que vão acontecer em seu corpo e terem orientações sobre sexo seguro, gravidez, prevenção de DST’s, entre outros. Já os exames devem ser feitos a partir da primeira relação sexual.

 

O Ginecologista é o médico que vai acompanhar a saúde da mulher desde adolescência, durante a gravidez, até a menopausa. Cuide-se, faça os exames ginecológicos e previna-se contra doenças. Cuidar da sua saúde é um ato de amor por você mesma.

 

Acompanhe o nosso blog e fique por dentro de mais dicas para cuidar da  sua saúde. Outros textos também vão ajudar você a se prevenir de algumas doenças, veja aqui:

Esse texto ajudou você a saber mais sobre os exames ginecológico? Se sim, compartilhe para que outras mulheres também possam se informar e se prevenir de doenças. E lembre-se sempre de procurar um médico para cuidar de você de maneira segura. A Cia da Consulta é a sua aliada em cuidar da saúde da mulher.