Carregando
Carregando conteúdo
[contact-form-7 404 "Not Found"]

Primeiros sintomas de Gravidez: Tire todas as suas dúvidas!

Data

26 ● julho ● 2018
Saúde da Mulher

Primeiros sintomas de Gravidez: Tire todas as suas dúvidas!
Avalie este post!

Um guia completo para você identificar os primeiros sintomas de gravidez.

Você tem sentido algumas mudanças diferentes no seu corpo e desconfia que pode estar grávida? Aqui você vai saber mais sobre os primeiros sintomas de gravidez e saber se você ou alguém próximo está nesse período tão transformador para a vida da mulher.

A chegada de um bebê provoca diferentes mudanças no corpo da mulher para ele se desenvolver e a partir disso surgem os primeiros sintomas da gravidez. Os sinais podem ser diferentes de mulher para mulher.

O atraso da menstruação geralmente é definido como um dos primeiros sintomas da gravidez e é a partir dele que as mulheres fazem testes de farmácia ou vou em busca de ajuda médica. Mas saiba que esse pode não ser o primeiro sintoma de gravidez.

Se você está planejando ou não uma gravidez, tem riscos mas sabe que houve uma relação sexual desprotegida e você não usa nenhum método contraceptivo, fique atenta a esse texto e veja se o que você está sentindo pode representar os primeiros sintomas da gravidez.

Quer mais dicas de prevenção e saúde da mulher, acompanhe esse outro texto do nosso blog.

 

O que pode indicar uma gravidez?

Quando uma mulher fica grávida, seu corpo começa a reagir com alguns sintomas e diferentes mudanças para proporcionar o desenvolvimento do bebê 21c. Assim surgem os primeiros sintomas da gravidez que as mulheres precisam ficar atentas para identificar.

Se você está planejando uma gravidez ou não está, mas teve uma relação sexual desprotegida e também não faz ou fez uso de nenhum método contraceptivo, você tem grandes possibilidades de estar grávida.

Nem sempre o atraso da menstruação é o primeiro sintoma da gravidez.

Geralmente as mulheres associam uma gravidez quando notam um atraso na menstruação. Mas esse pode não ser o sinal inicial e nem sempre está relacionado à gravidez. A mulher pode está passando por algum outro problema de saúde que pode interromper a menstruação e é importante consultar um médico para confirmar.

Outras mulheres demoram a perceber os sintomas e alguns podem vir antes da ausência da menstruação. Você sabia que o aumento do fluxo da saliva pode ser considerado um dos primeiros sintomas da gravidez? Um sintoma que muitas mulheres podem não notar ou associar a uma gravidez.

 

Principais sintomas que podem caracterizar uma gravidez

Para que você tire as suas dúvidas se há a possibilidade de uma gravidez, listamos alguns principais sintomas que podem sugerir que você está grávida. Lembrando que nem sempre a ausência da menstruação é o primeiro sinal de uma gravidez.

Veja aqui os principais sintomas que podem sugerir uma gravidez e veja se é hora de você procurar um ginecologista para confirmar.

 

– Atraso da menstruação

– Enjoo

– Mamas maiores e sensíveis

– Aréolas mais escuras

– Aumento da salivação

– Pequeno Sangramento

– Maior frequência Urinária

– Aumento Abdominal

– Prisão de ventre e aumento de gases

– Cólicas em pouca intensidade

– Aversão a cheiros fortes

– Desejos estranhos

– Instabilidade emocional

– Aumento da libido

– Inchaço na Vulva

– Aumento da transpiração

– Coceira

– Flatulência

 

Quando aparecem os primeiros sintomas de gravidez

Segundo o Ministério da saúde, uma gravidez é concebida quando o óvulo se instala na parede do útero alguns dias depois de a relação sexual ter acontecido. E os primeiros sintomas começam a aparecer nesse período.

Os primeiros sintomas da gravidez podem aparecer a partir do segundo dia de atraso da menstruação. Para algumas mulheres que não tem o controle de sua menstruação, só passam a desconfiar depois de um certo tempo com o aparecimento dos primeiros sintomas.

 

Sintomas e sinais da gravidez

 

Atraso menstrual

Muitas mulheres só percebem que podem estar grávidas se a menstruação atrasar, esse é o sintoma mais preciso. Ele ocorre porque o sangue da menstruação é uma camada que o útero produz para acomodar melhor o embrião, sendo eliminada quando a gestação não ocorre.

Se a menstruação não desceu, é provável que o sangue esteja sendo usado para a sua finalidade original, que é acomodar o embrião. Mas nem sempre a ausência da menstruação significa gravidez, o ideal é consultar um médico para ver se a mulher pode estar passando por outro problema.

 

Enjoos

Os enjoos são sintomas presentes principalmente nos primeiros períodos da gravidez.

Com enjoo? Tá grávida? Que mulher nunca ouviu isso. O enjoo é um dos sintomas mais clássicos do início da gravidez. Ele costuma aparecer no começo da segunda semana após a fecundação. Mas o tempo de aparecimento dele e a intensidade podem variar de uma mulher para outra.

 

Mamas maiores e sensíveis

Notou uma mudança nas suas mamas, se estão mais acentuadas ou doloridas? Esse também é um sinal. Ele pode aparecer entre a quarta e sexta semana da gravidez e ocorrem com o desenvolvimento da gravidez, preparando a mulher para produzir o leite da amamentação.

Algumas mulheres ficam com bastante sensibilidade na região, fazendo com que os seios fiquem doídos só de encostar a mão ou balançar. As mamas podem aumentar até um ou dois números do sutiã.

 

Aréolas mais escuras

As mamas são uma das partes do corpo da mulher que mais sofrem mudanças e as aréolas tendem a ficar mais escuras. Algumas mulheres podem até chegar a ficar com uma segunda aréola um pouco mais clara do que a original, em volta.

Além disso, podem desenvolver pequenas protuberâncias nas aréolas, que são algumas glândulas sebáceas que ajudam a pele da região a se manter hidratada.

Em alguns casos, esses sintomas podem aparecer a partir da segunda semana da gravidez.

 

Pequeno Sangramento

Em algumas mulheres pode ocorrer um pequeno sangramento no início da gestação. Isso pode ocorrer pelo fato do embrião se implantar na parede do útero, já que a fecundação ocorre nas trompas, mais próxima ao ovário.

Se ocorrer, esse sintoma pode se manifestar entre 6 a 12 dias após a relação sexual.

 

Maior frequência urinária

A vontade de fazer xixi também aumenta nesse período e é um dos sintomas da gravidez. Costuma surgir a partir do segundo mês de gestação e ocorre porque conforme o útero cresce e se reposiciona no corpo, vai comprimindo a bexiga. Essa frequência urinária aumenta ao longo da gestação e no período próximo ao parto.

 

Aumento abdominal

O aumento abdominal é um período marcante da gravidez na vida da mulher.

Essa é a mudança mais visível no corpo da mulher, mas o aumento abdominal com a barriga totalmente visível só costuma aparecer na metade da gravidez. Algumas mulheres mais atentas podem notar um pequeno aumento no abdômen no início, como se ela tivesse engordado.

Isso pode ser visto a partir da quinta semana da gestação, quando o bebê já está bem acomodado no útero. Mas o abdômen também pode ficar aumentado devido à redução no trânsito intestinal, que acaba gerando um inchaço na reunião.

 

Prisão de ventre

O intestino da mulher é bastante afetado pela gestação devido o hormônio progesterona reduzir o trânsito intestinal, ou seja, o bolo alimentar demora mais tempo para ser excretado como fezes. Defecar se torna algo mais demorado para, o que aumenta o inchaço abdominal a partir do primeiro trimestre.

 

Gases e cólicas pouco intensas

Durante a gravidez as mulheres também costumam acumular muitos gases que podem provocar cólicas e desconforto. Por isso, além das pequenas cólicas comuns do útero, também estão as cólicas por gases.

É importante que essas cólicas não durem por muito tempo, caso contrário, podem significar algum problema na gestação e é importante consultar um médico.

 

Aversão a cheiro forte

Paladar e olfato alterados são um dos sintomas da gravidez e podem afetar as mulheres.

Durante a gravidez as mulheres costumam ter o paladar e o olfato alterados, podendo enjoar de algum cheiro ou comida que gostavam ou mesmo cheiros de produtos fortes.

 

Instabilidade emocional

A gravidez costuma provocar bastante sensibilidade nas mulheres, com facilidade para chorar e se irritar. Pois a gravidez provoca um turbilhão de novas emoções, principalmente quando é a primeira gestação.

As preocupações com a gravidez, com o nascimento, a saúde do bebê e a insegurança diante dessa nova experiência causam instabilidade emocional.

Desejos estranhos

Algumas mulheres podem desenvolver desejos alimentares por algumas coisas nada convencionais e itens nenhum pouco comestíveis como terra, tijolo, asfalto, plástico, entre outros.

Isso pode ser considerado um transtorno emocional sem relação com problemas alimentares e é comum no primeiro trimestre da gravidez. Caso seja recorrente é importante consultar um médico para investigar se há algum problema emocional por trás.

 

Libido aumentada

Algumas gestantes têm um aumento da libido nesse período. Isso levando em consideração o ponto de vista hormonal ocorre no ovário e como ele passa a sofrer muito estímulo, pode acabar produzindo testosterona (o hormônio ligado ao desejo sexual) em excesso.

Algumas gestantes porém, ficam sensíveis aos sintomas da gravidez que estão ocorrendo como enjoo, prisão de ventre, gases e não tem apetite sexual durante toda a gravidez.

 

Aumento da salivação

Durante a gestação, a mulher tem uma produção aumentada de todas as secreções do corpo: suor, frio, corrimentos, lágrimas e saliva. As grávidas podem produzir saliva demais, o que passa a ser um transtorno pois engolir saliva demais pode aumentar as náuseas.

Esse é um sintoma da gravidez inicial e pode iniciar antes mesmo da ausência de menstruação.

 

Sangramento na gengiva

Esse sintoma pode se acentuar com o decorrer da gravidez se a gestante já tiver predisposição a ter doenças como gengivite antes de engravidar. Então, no período da gestação, isso pode piorar devido ao aumento da produção de hormônios.

A mudança hormonal faz com que o fluxo sanguíneo aumente e a região da gengiva fique mais sensível.

 

Ronco

As oscilações hormonais que ocorrem durante a gravidez, podem causar alterações nas cordas vocais e também podem provocar inchaço nas membranas nasais, o que pode provocar ronco. Esse sintoma é mais comum no decorrer da gravidez.

 

Inchaço da vulva

O aumento da produção hormonal faz com que o fluxo sanguíneo aumente na região vaginal e isso faz com que haja maior circulação na região da vulva, fazendo com que ela tenha uma aparência mais inchada que o normal.

 

Aumento da transpiração

A gravidez pode provocar na mulher uma espécie de menopausa fisiológica, visto que ela deixa de menstruar. E também devido ao fluxo sanguíneo ocasionado pelos hormônios que faz com que a temperatura do corpo aumente.

Isso provoca aumento do calor nas gestantes, fazendo com que ela transpire mais.

 

Coceira

Devido ao aumento da transpiração, as grávidas podem desenvolver dermatites e erupções na pele e isso também pode ser um dos sintomas da gravidez. Além do que a pele também sofre mudanças durante a gravidez, por isso é importante mantê-la hidratada durante a gestação.

 

Flatulência

O aumento da progesterona contribui para o aumento na contração dos músculos responsáveis pelos movimentos que fazem parte da digestão. O que faz com que diminua a velocidade com que os gases são eliminados, fazendo com que se concentrem no intestino, sendo fermentados de certos alimentos pelas bactérias.

É importante ressaltar que esses primeiros sintomas da gravidez nem sempre serão iguais de uma mulher para outra. Eles podem variar de momento ou não acontecer. Um exemplo é de mulheres que estão grávidas de quatro meses e podem não perceber porque não sente sintomas.

Outras mulheres, entretanto, têm enjoo na semana seguinte a fecundação. Tudo varia do corpo e das mudanças hormonais por isso é sempre importante consultar um médico ao sentir os sintomas.

A mulher deve procurar um ginecologista assim que desconfiar dos primeiros sintomas de gravidez.

O Ginecologista é o médico responsável por fazer o acompanhamento da saúde da mulher desde o primeiros sintomas e durante toda a gravidez fazendo os exames de pré-natal que acontecem até o nascimento do bebê.

 

Quando fazer o teste de gravidez?

Ao notar a presença de um dos sintomas acima citados, a mulher pode fazer um teste para confirmar se há possibilidade de gravidez.

O teste de farmácia é um método que ajuda a identificar uma gravidez de forma mais fácil.

É possível fazer o teste de gravidez que vende nas farmácias já no primeiro dia de atraso menstrual. Se o resultado for negativo, pode-se esperar cerca de 3 a 5 dias e se a menstruação continuar atrasada, pode-se fazer um novo teste de gravidez. Se o resultado for negativo, é indicado fazer exames laboratoriais.

O exame de sangue mostra a quantidade do hormônio Beta HCG, que só é produzido durante a gestação. Este exame é mais preciso para identificar um resultado positivo e negativo e ainda com quantas semanas de gestação a mulher está.

 

Aqui você vê um comparativo desses resultados:

 

7 dias após a fertilização: até 25 mUI/mL

4 semanas após a Data da Última Menstruação: 1.000 mUI/mL

5 semanas após a Data da Última Menstruação: 3.000 mUI/mL

6 semanas após a Data da Última Menstruação: 6.000 mUI/mL

7 semanas após a Data da Última Menstruação: 20.000 mUI/mL

8 a 10 semanas após a Data da Última Menstruação: 100.000 mUI/Ml

 

É importante que mesmo após 10 dias do atraso da menstruação e se o teste de farmácia deu negativo, a mulher não deve estar grávida. Mas é importante marcar a consulta com um ginecologista para verificar a causa do atraso menstrual.

Você sabia que na Cia da Consulta você não precisa esperar muito tempo por uma consulta com um ginecologista? Agende já de maneira prática e fácil um ginecologista e tire suas dúvidas sobre gravidez e faça seu acompanhamento gestacional.

 

Conclusão

Os primeiros sintomas da gravidez podem surgir dois dias após o atraso da menstruação.

Alguns sinais e mudanças no corpo da mulher podem acarretar nos primeiros sintomas da gravidez. O atraso na menstruação é o sintoma principal que faz com que as mulheres possam desconfiar da gravidez. Mas esse não é o único sinal.

Enjoos, náuseas, excesso de saliva, cólicas, gases, prisão de ventre, entre outros podem caracterizar os primeiros sintomas da gravidez. Eles, porém, podem se manifestar em diferentes momentos e intensidades ou mesmo manifestar poucos sintomas.

Muitas mulheres só percebem que estão grávidas com a ausência da menstruação, mas alguns sintomas podem ocorrer antes mesmo deste. Na dúvida as mulheres podem fazer um teste de farmácia para ser mais preciso o exame beta HCG que se positivo mostra de quantas semanas a mulher está.

Ao sentir os primeiros sintomas não fique na dúvida e busque logo ajuda médica, caso você esteja grávida é preciso iniciar fazer o acompanhamento da gestação através do exame pré-natal e cuidar da sua saúde e da do bebê.

As nossas dicas sobre primeiros sintomas de gravidez ajudaram você a tirar as suas dúvidas? Então acompanhe os demais artigos do nosso blog e fique sabendo de mais dicas sobre saúde, prevenção de doenças e qualidade de vida.

 

DST. Tudo o que você precisa saber para se prevenir

TPM. Sintomas, cuidados e tratamento

Varizes. Causas, riscos e tratamentos. Guia Completo

 

Assim como você, outras pessoas também podem conhecer mais dicas de saúde? Se ajudou você, compartilhe para que outras pessoas também possam conhecer os primeiros sintomas da gravidez e possam procurar um médico para fazer o acompanhamento correto.