Carregando
Carregando conteúdo

Dia Mundial da Asma

Data

2 ● Maio ● 2017
Saúde de A a Z

A Asma é considerada uma doença comum, no Brasil. Apesar disso, a doença acomete cerca de vinte vinte por cento (20%) da população, diariamente, enquanto três (3) pessoas morrem da doença.

A falta de informações e o estigma da doença confundem quem sofre com os sintomas mais comuns.

Falta de ar, tosse seca e chiado são os sintomas mais frequentes em pacientes asmáticos. Contudo, podem estar presentes em inúmeras outras doenças do coração e do pulmão.

O aparecimento da doença

Geralmente, os sintomas iniciam-se na infância ou na adolescência – não se excluindo a possibilidade do início em idade adulta – e são desencadeados por poeira, produtos químicos, mofo, mudanças de temperatura, estresse, infecções, refluxo gastroesofágico, entre outros.

Em crianças devemos excluir as bronquiolites virais, aspirações de corpos estranhos e malformações.

Se o paciente passa a apresentar sinais já adulto, em especial, se tem ou já teve o hábito de fumar, devemos pensar em outras alternativas.

Bronquites virais, embolia pulmonar, doenças causadas por fumaça e produtos usados no trabalho são as principais causas de equívocos no diagnóstico. Confira aqui nosso post do Dia Mundial sem Tabaco.

Asma em Idosos

Em idosos, deve-se excluir a bronquite crônica, o enfisema e a insuficiência cardíaca.

Temer novas crises é compreensível para as pessoas que sofrem com a falta de ar. Mesmo não tendo uma cura, a asma tem tratamento.

O diagnóstico e o acompanhamento adequados melhoram, significativamente, a qualidade de vida dos pacientes.

Nossa equipe da Cia. da Consulta está pronta para atendê-lo. Informe-se sobre a asma. Converse com um de nossos profissionais. Informação é saúde!