Carregando
Carregando conteúdo

Cirurgia Plástica: Tudo o que você precisa saber de A a Z

Data

11 ● Abril ● 2018
Saúde de A a Z

Você pensa em fazer uma cirurgia plástica para mudar um detalhe ou outro no corpo, ou reparar alguma parte que tenha sido prejudicada? Esse desejo de conquistar uma melhor aparência e estar bem consigo mesmo, cresce a cada dia e com isso aumenta também a procura por  cirurgiões e procedimentos cirúrgicos.

A Cirurgia plástica ajuda a melhorar o que incomoda no corpo e pode ajudar a elevar a autoestima. Mas é preciso alguns critérios e cuidado antes de fazer qualquer cirurgia e é fundamental avaliar se você realmente precisa ou pode realizar o procedimento.

Neste artigo vamos esclarecer algumas dúvidas sobre cirurgia plástica e ajudar você nas escolhas que possam beneficiar a sua autoestima e sua saúde.

 

Cirurgia Plástica: o que é e para que serve?

 

A cirurgia plástica é um procedimento médico que tem a finalidade de aperfeiçoar partes do corpo e agregar melhorias físicas e elevação da autoestima, dependendo sempre da necessidade ou vontade do paciente.

Algumas cirurgias podem ser realizadas sob anestesia geral ou local, dependendo do procedimento e da área a ser tratada. A recuperação do paciente vai depender da área realizada e deve continuar em casa podendo durar dias ou meses, até que se tenha uma recuperação definitiva.

O Brasil é o segundo país no ranking mundial de cirurgias plásticas estéticas. De acordo com o procedimento buscado pelo cliente, a cirurgia plástica pode ser:

Estética: Quando é realizada com o objetivo de aprimorar a aparência de uma determinada parte do corpo, como por exemplo, as lipoesculturas e cirurgia para implante de silicone.

Reparadora: Quando é realizada com a finalidade de corrigir alguma parte do corpo que sofreu uma lesão ou sequela, como por exemplo, uma queimadura, ou reconstrução mamária após uma cirurgia de câncer.

Alguns procedimentos menos invasivos, como a aplicação de botox também vem sendo bastante procurado pelos brasileiros como você pode ver aqui.

 

Se você quer mais dicas sobre saúde e cuidados com o corpo, leia também este outro artigo do blog.

 

Tipos de Cirurgias Plásticas

 

A cirurgia plástica é uma alternativa que pode trazer uma infinidade de benefícios para a vida pessoal de mulheres e homens, melhorando a saúde e autoestima.

Alguns estudos já comprovaram que pessoas que passaram por uma cirurgia plástica, tiveram melhorias não só no grau de satisfação com o corpo, mas também no trabalho e nas relações sociais e amorosas. Aqui vamos falar um pouco sobre os principais tipos de cirurgias plásticas mais procurados pelos brasileiros.

 

Lipoaspiração

 

Cirurgia em que é feita a aspiração de gordura através de cânulas. Pode ser feita em diferentes partes do corpo onde haja gordura localizada. Durante a cirurgia geralmente é retirado, no máximo, 5% do peso corporal.

 

A Cirurgia de Lipoaspiração é muito buscada pelas mulheres que desejam resultados rápidos na barriga

 

Como é feita a Lipoaspiração?

 

Durante a Cirurgia são feitos os seguintes passos:

1. Delimita-se na pele o local onde vai ser retirada a gordura;

2. Pequenos buraquinhos são feitos na pele por onde é inserida a anestesia e um tubinho para aspirar a gordura;

3. Suga a gordura com um tubinho de aspiração.

 

Esta cirurgia estética praticamente não deixa cicatrizes, por isso é uma excelente solução para quem deseja perder gordura localizada rápido.

 

Cirurgia Plástica nos Seios

 

Existem vários tipos de cirurgia plástica para os seios, podendo aumentá-los, diminuí-los, levantá-los e até para reconstruí-los, em casos de remoção devido ao câncer de mama, por exemplo.

 

 

O tamanho da prótese de silicone varia de acordo com o desejo da mulher e com a recomendação médica.

 

Esse é o tipo de cirurgia plástica mais procurada no Brasil, especialmente pelas mulheres. Porém, pode ser realizado também em homens em casos de ginecomastia, que é quando há um desenvolvimento do tecido mamário masculino e isso requer cirurgia.

A cirurgia plástica das mamas é feita com anestesia geral e costuma demorar em média 1 hora. A paciente fica internada por cerca de dois dias, terminando o restante da recuperação em casa.  As cirurgias nos seios só são recomendadas depois dos 18 anos de idade, pois só a partir dessa idade é que a mama já está desenvolvida, evitando alterações nos resultados.

Conheça os diferentes tipos de cirurgia nas mamas:

 

     1. Mamoplastia de aumento

 

Este tipo de cirurgia é realizado quando se deseja o aumento dos seios. Ela pode ser feita por quem tem os seios muito pequenos, chegando a causar diminuição da autoestima, por exemplo. Algumas mulheres também costumam recorrer a esse tipo de cirurgia para regularizar o volume ou a firmeza perdida após a amamentação.

O procedimento consiste em colocar uma prótese de silicone que aumenta o volume. O tamanho da prótese varia de acordo com o corpo, medidas da pessoa e com o desejo da mulher. A prótese pode ser inserida por cima do músculo do peito ou por baixo deste, dependendo da orientação médica e do que for melhor para cada paciente.

 

  2. Mamoplastia Redutora 

 

Esse tipo de cirurgia consiste em diminuir o tamanho da mama e é feita quando há desproporção dos seios em relação ao corpo, ou quando o peso dos seios provoca dores ou problemas na coluna constantemente. A mamoplastia redutora também pode ser feita por homens em caso de ginecomastia, eliminando o excesso de tecido mamário que cresce nos seios masculinos.

 

    3. Mastopetia para levantar seios 

 

 

É muito importante fazer exames pré-operatórios e seguir as orientações médicas.

 

Também é conhecida como “lifiting da mama” ou “mastopexia”, essa cirurgia é realizada com o intuito de levantar os seios caídos ou flácidos. Ela costuma ser procurada após o período de amamentação, que pode deixar os seios mais flácidos e a partir dos 50 anos.

Durante a cirurgia a mama é levantada e retira-se o excesso de pele deixando o tecido mais comprimido. É comum também as mulheres realizarem esse procedimento junto com a mamoplastia de aumento ou redução das mamas para garantir um melhor resultado.

 

4. Cirurgia de reconstrução dos seios

A cirurgia reconstrutora das mamas é realizada principalmente após a remoção de parte da mama devido a circunstâncias envolvendo o câncer, por exemplo. Ela também pode ser feita apenas para a reconstrução do mamilo ou da aréola quando essas são grandes demais ou desregulares.
Esta cirurgia também é feita com o intuito de modelar a mama e torná-la mais bonita e natural.

Como é o Pós – operatório da cirurgia das mamas?

 

Se você pretende fazer uma cirurgia das mamas, é bom saber um pouco mais sobre o pré-operatório. A recuperação leva em média 2 semanas e nos primeiros dias é normal sentir algumas dores ou desconforto na região da cirurgia.

Também são necessários alguns cuidados para acelerar a recuperação e evitar as dores. Logo após a cirurgia, deve-se adotar alguns hábitos como:

  • Dormir de barriga para cima;
  • Usar um sutiã especial ou uma bandagem elástica, para manter os seios firmes por pelo menos 3 semanas;
  • Evitar fazer movimento com os braços. Nos 15 primeiros dias fica proibido conduzir automóveis ou fazer exercícios intensos;
  • Tomar algumas medicações como analgésicos, antibióticos e anti-inflamatórios seguindo orientações médicas.

A cirurgia leva pontos que costumam ficar muito discretos posteriormente, eles são retirados entre 3 dias e 1 semana, dependendo da reação do corpo  e dos resultados da avaliação que é feita posteriormente com o cirurgião.

Após a cirurgia plástica nos seios podem surgir algumas complicações, porém com pouca frequência, como:

  • Infecção, ocorrendo acúmulo de pus;
  • Hematoma, com acúmulo de sangue;
  • Dor e sensibilidade da mama;
  • Rejeição ou ruptura da prótese;
  • Assimetria de mama;
  • Sangramento ou rigidez excessiva do peito.

Quanto custa a cirurgia nos seios?

 

Geralmente as cirurgias nos seios costumam ter um preço de no mínimo 3 mil reais. O que costuma variar também é o preço da anestesia, a geral é sempre mais cara. Além disso, os preços variam conforme o médico e a clínica onde são realizadas as cirurgias.

 

 

Cirurgia Plástica no Nariz

 

Também conhecida como Rinoplastia, esta cirurgia tem a função de remodelar a estrutura do nariz, seja de forma estética ou funcional, devido o procedimento também corrigir a estrutura do septo nasal e promover a melhoria da respiração.

A Rinoplastia pode alterar o formato do nariz e melhorar a respiração.

 

Quem pode fazer a cirurgia?

 

A Rinoplastia está indicada para quem está insatisfeito com o formato natural do nariz ou para a melhoria na saúde através da correção do septo nasal e a turbinectomia, que se caracteriza pela retirada de uma das partes dos cornetos nasais, a popular “carne esponjosa” que aumenta com alergias e rinite.

A cirurgia de rinoplastia é indicada para pessoas a partir dos 15 anos de idade, quando já há um desenvolvimento facial concluído.

 

Quais os métodos de fazer a Rinoplastia:

 

Aberta (Exorrinoplastias): Nesta cirurgia é feita uma pequena incisão na base do nariz, entre as narinas e na parte interna de cada uma delas.

Fechada (Endonasal): Neste tipo há incisões apenas dentro das narinas.

É bom lembrar que o formato do novo nariz vai depender da proporção e da simetria facial de cada pessoa, isso é analisado antes da cirurgia através de medidas da face, procurando sempre respeitar o desejo do paciente em relação a modificação.

 

Como é o pós-operatório da Rinoplastia?

 

Após a cirurgia, é colocado um plástico enrijecido que se molda ao nariz para proporcionar uma melhor fixação e permitir que ele fique imóvel. O curativo deve ser mantido por 15 dias, sendo cerca de sete dias com plástico e sete com uma fita adesiva porosa.

Após a cirurgia, o paciente deve ficar em repouso absoluto por cerca de 7 dias e moderado até o 15º dia. Após esse período, volta-se às atividades normais sem realizar muito esforço físico até o segundo ou terceiro mês após a cirurgia.

 

Cirurgia Plástica dos olhos

 

Também chamada de Blefaroplastia, esta cirurgia plástica eliminando bolsas de gordura rugas, flacidez e ajudando a proporcionar rejuvenescimento na região em torno dos olhos.

 

Pálpebras caídas ou pesadas podem ser corrigidas com cirurgia plásticas nos olhos.

 

Este tipo de cirurgia é indicado para quem tem excesso e/ou flacidez nas pálpebras ou para quem tem bolsas de gordura na pálpebra inferior e também para quem tem as pálpebras quebradas e costuma ser procurada por pacientes com mais de 30 anos.

A cirurgia também pode ser feita para remover xantelasmas, que são pequenas bolinhas de colesterol que se formam principalmente nas pálpebras e para remover rugas na pálpebra inferior.

 

Como é realizada a cirurgia?

 

Este tipo de cirurgia é realizado com anestesia local ou geral, e tem duração de 40 minutos a uma hora e meia de duração. O Cirurgião marca com uma caneta o excesso de pele e corta com bisturi, em seguida ele faz uma cauterização com bisturi elétrico, dando ponto na região exterior das pálpebras.

Os pontos podem ser absorvíveis (caem sozinhos) ou removíveis (retirados pelo cirurgião). A cirurgia deixa uma discreta cicatriz na dobra da pálpebra superior e embaixo dos cílios superiores (no caso de cirurgias nas pálpebras de baixo) ou dentro da conjuntiva.
Os olhos podem ficar secos temporariamente, precisando que o paciente use colírios. Pode haver também uma dificuldade de fechar os olhos, dependendo do grau e da gravidade da cirurgia.

 

Cirurgia Plástica nas Orelhas

 

Se você tem a popularmente conhecida “Orelha de abano”, esse tipo de cirurgia pode lhe interessar. Também chamada de Otoplastia, essa cirurgia é indicada para a correção das orelhas proeminentes mas também para outros problemas como traumas, sequelas de traumas, deformidades auriculares ou ausência congênita das orelhas.

A Cirurgia plástica nas orelhas é ideal para quem deseja corrigir a famosa “orelha de abano”.

 

A cirurgia pode ser realizada em crianças a partir dos 5 anos de idade, sendo elas saudáveis. Também é realizada em adolescentes e adultos, desde que estejam saudáveis e não fumem.

A cirurgia é simples, mas pode apresentar alguns riscos durante o procedimento como sangramento, má cicatrização, alteração da sensibilidade da pele. Por isso é importante que a cirurgia seja feita por um profissional de cirurgia plástica qualificado.

 

Cirurgia Plástica no Queixo

 

Também chamada de mentoplastia, essa cirurgia é realizada para tratar a forma do queixo dos pacientes, seja para reduzir ou aumentar devido a estética, deformidades ósseas ou por acidentes que tenham ocorrido.

As cirurgias de aumento são muito mais comuns que as de redução. A cirurgia de redução pode exigir avanço ou retração da mandíbula ou avanço do osso do queixo.

A cirurgia deve ser feita após uma análise da simetria do rosto como um todo, identificando se o queixo encontra-se projetado ou retraído para deixá-lo com mais harmonia. O contorno da mandíbula também é algo que deve ser levado em consideração nessa cirurgia, para deixá-la com um ângulo bem definido em relação ao rosto, principalmente na definição do ângulo lateral.

 

Como é feita a cirurgia?

 

O procedimento pode ser iniciado com uma lipoaspiração do pescoço, definindo melhor o contorno mandibular para tornar os ângulos mais visíveis.

Quando a cirurgia é de aumento, é inserido um implante ou um novo osso que pode ser colocado tanto na parte inferior do queixo, quanto por dentro da boca.

Há também a cirurgia de reposicionamento do osso (seja por diminuição ou aumento), que é bem mais invasiva. O osso precisa ser serrado e reposicionado, depois é fixado com algumas placas e parafusos na nova posição, para obter a assimetria perfeita e desejada.

Esta cirurgia pode ser feita com anestesia local associada a sedação. Caso seja associada a outras cirurgias como a rinoplastia, por exemplo, pode-se optar por anestesia geral. A cirurgia costuma durar em média entre 90 e 120 minutos.

 

Como funciona o Pós – operatório?

 

Geralmente o paciente tem alta no mesmo dia. Quando é colocado um implante, a prótese deve ficar imobilizada por cerca de uma semana. Caso também tenha sido realizada uma lipoaspiração do pescoço, ele deve ficar protegido por uma faixa.

Na primeira semana é recomendado não fazer esforço e evitar movimentar o local da cirurgia. No período o paciente pode tomar alguns remédios analgésicos e antibióticos para reduzir o risco de ocorrer infecção. Uma semana após a cirurgia, ocorre o retirada dos pontos e é feito um curativo e uma avaliação pós-operatória.

Neste período é recomendado não se expor ao sol, não praticar exercícios físicos, não fumar e optar por uma dieta mais líquida, progredindo para alimentos mais macios. Após uma semana pode voltar para alimentos normais.

 

Cirurgia Plástica nas Nádegas

 

Prótese de silicone ou enxerto de gordura são dois métodos para aumentar as nádegas através de cirurgia.

 

Se você não está satisfeita (o) com a aparência do seu bumbum e pensa em fazer uma cirurgia para deixar ele em um tamanho maior, você pode aderir à cirúrgia para o aumento das nádegas, também chamada de gluteopatia de aumento.

Este tipo de cirurgia consiste em inserir próteses de silicone na região das nádegas ou também pode ser feito com enxerto de gordura do próprio paciente após uma cirurgia de lipoaspiração (geralmente as cirurgias são feitas juntas). Consequentemente, há a melhoria da aparência e autoestima do paciente.

Antes de realizar a cirurgia é necessário uma avaliação médica para conhecer os riscos e complicações possíveis e o que o paciente espera de mudanças com a cirurgia.

 

Como é feita a cirurgia?

 

Com próteses de silicone: São inseridas prótese com gel de silicone de alta coesividade no meio do músculo e glúteo maior. O tamanho e a forma da prótese dependem do desejo do paciente e das dimensões que seu corpo comporta.

Com enxerto de gordura: se junto com essa cirurgia o paciente também realizou uma lipoaspiração do abdômen ou das coxas, uma quantidade de gordura é injetada no glúteo maior.

 

Como é o pós-operatório? 

 

A alta hospitalar geralmente é dada no mesmo dia. Pode ocorrer uma dor mínima pós-operatória, que pode ser controlada através de medicamentos antibióticos e anti-inflamatórios. Durante sete a dez dias o paciente deve evitar apoiar sobre as nádegas e não pode fazer esforço físico.

O paciente volta às atividades normais de acordo com a progressão da cirurgia.

 

Abdominoplastia

 

Se você pensa em reduzir o volume do abdômen para ganhar aquela barriga chapada, essa é a cirurgia indicada. A abdominoplastia remove a frouxidão da pele, depósitos de gordura e inchaço na região do abdômen proporcionando uma aparência firme e plana da região abdominal que muitas vezes não respondes às dietas e atividades físicas.

A abdominoplastia reduz o volume do abdômen e deixa a barriga chapada.

 

Em resumo, a cirurgia abdominal ajuda a:

  • Eliminar a flacidez da barriga;
  • Firmar os músculos abdominais para deixar a barriga mais plana;
  • Eliminar estrias da parte inferior do abdômen, devido a remoção do excesso de pele;

Quando feita junto com a cirurgia de lipoaspiração, podem proporcionar excelentes resultados no contorno corporal. Por isso a abdominoplastia está entre as cirurgias mais buscadas pelas mulheres.

 

Como é feita a cirurgia de Abdominoplastia?

 

Primeiramente são feitas incisões em semicírculos acima da região pubiana. A extensão da incisão e sua forma dependem do procedimento e dos contornos corporais. Durante a cirurgia, a pele e a camada de gordura sobre o abdômen são separadas, o tecido é descolado deixando os músculos abdominais expostos. O cirurgião então estica a pele e a gordura da parede abdominal e caso os músculos estejam afastados, eles são suturados para gerar uma parede abdominal plana e firme.

A pele e a gordura que sobram da incisão original são removidas. Alguns drenos são colocados para evitar a formação de líquidos durante o processo de cicatrização.

 

Como é o pós-operatório da cirurgia?

 

A recuperação da cirurgia de abdominoplastia requer alguns cuidados como:

  • Uso de malhas de compressão para apertar, reduzir o inchaço abdominal e evitar a formação de líquidos;
  • Para dormir, é preciso manter a barriga para cima e as pernas dobradas, apoiadas sobre travesseiros. Isso é necessário para não pressionar o abdômen e não prejudicar a cicatriz;
  • Inicialmente não é recomendado ficar completamente de pé, deve-se revezar em posições sentadas e deitadas
  • É indicado fazer caminhadas leves por curtos intervalos para facilitar o fluxo sanguíneo;

 

No pós-cirúrgico da abdominoplastia pode haver dor, que é controlada com analgésicos indicados pelo cirurgião. Há também a possibilidade de surgir hematomas e inchaços, que desaparecem em algumas semanas.

 

 

Quais as cirurgias plásticas mais procuradas?

 

As cirurgias mais populares e procuradas no Brasil são:

– Lipoaspiração
– Aumento de mamas (implante de silicone)
– Abdominoplastia (retirada de excesso de gordura no abdômen)
– Blefaroplastia (retirada de excesso de pele nas pálpebras)
– Redução de mamas

De acordo com dados da Sociedade Brasileira de Cirurgias Plásticas, a lipoaspiração e o implante de silicone são os procedimentos mais buscados e realizados pelas mulheres.

 

Os homens estão procurando cada vez mais as cirurgias plásticas estéticas.

 

Algumas pesquisas também mostram que os homens vêm buscando muito as cirurgias plásticas por questões estéticas. Outro dado que é importante destacar é o aumento do número de jovens que estão buscando e realizando cirurgias plásticas para mudar alguma coisa no corpo.

A realização de uma cirurgia plástica exige cuidados e amadurecimento físico e psicológico, por isso é importante fazer uma avaliação criteriosa antes de realizar a cirurgia. No caso de pacientes menores de idade, além da questão do amadurecimento, é necessário a aprovação legal dos pais.

Vale a pena fazer cirurgia plástica?

 

Realizar uma cirurgia plástica, principalmente se for por questões estéticas é uma decisão pessoal. Muitas pessoas se sentem descontentes por terem os seios pequenos ou grandes demais, excesso de gordura na barriga, nariz com formato indesejado ou outra parte do corpo que prejudique sua aparência. Essa insatisfação pode ser causa de baixa auto estima e depressão. Por isso a busca por Cirurgia Plástica aumenta.

 

 

 

 

 

A Cirurgia Plástica causa influências positivas depois de realizadas.

 

O Brasil é o segundo maior país do mundo em busca e realização de cirurgias plásticas estéticas. E e as mais buscadas são  cirurgias de implante de silicone e lipoaspiração.

Se você se sente insatisfeita (o) com algum aspecto do seu corpo e quer mudar com uma cirurgia plástica, é importante buscar um cirurgião qualificado e tirar todas as dúvidas antes.

 

Quais exames preciso fazer antes da cirurgia plástica?

 

Antes de realizar uma cirurgia plástica, é necessário fazer uma avaliação da saúde para evitar complicações com a cirurgia. No momento da consulta compete ao cirurgião plástico:

  • Saber as expectativas e intenção do paciente mediante a cirurgia;
  • Conceder informações sobre o procedimento, como o grau de complexidade e os riscos envolvidos;
  • Falar o tipo de anestesia a ser usada, as restrições e os cuidados a serem adotados;
  • Solicitar todos os exames pré-operatórios;
  • Tirar fotos da região em que será realizada a cirurgia;

Riscos e Complicações da Cirurgia Plástica

 

Assim como em qualquer cirúrgia, na cirurgia plástica também podem surgir algumas complicações como infecções, trombose ou abertura dos pontos. Dependendo da região da cirurgia,  de como reage o organismo e da recuperação do paciente.
Essas complicações são mais frequentes em pessoas que possuem doenças crônicas, anemia ou que tomam remédios controlados e anticoagulantes. Quando as complicações são mais graves, é necessário voltar ao bloco cirúrgico para corrigir os problemas.

 

Como realizar uma cirurgia plástica com segurança?

 

O culto ao belo muitas vezes imposto pela mídia e sociedade, leva muitas pessoas a fazerem cirurgias plásticas sem informação. Por isso ao decidir realizar uma cirurgia plástica, é importante conhecer o profissional que vai fazer o procedimento em você.

A escolha de um bom profissional é determinante para o sucesso da cirurgia plástica.

 

Pesquise o histórico do cirurgião, veja se ele tem cadastro na SBCP e se realiza procedimentos em hospitais de qualidade. Pesquise também com alguma pessoa próxima que já tenha feito uma cirurgia ou conheça alguém que tenha feito. Isso também pode influenciar no sucesso da sua cirurgia.

Está em busca de um cirurgião plástico qualificado e com total confiança? Aqui você encontra um profissional que pode te ajudar. Agende a sua consulta e veja se você está apto a realizar uma cirurgia.

 

Conclusão. Devo mesmo fazer uma Cirurgia Plástica?

 

A Cirurgia Plástica é um procedimento que visa aperfeiçoar o corpo proporcionando melhorias na autoestima e na saúde da pessoa. Ela pode ser estética, com o objetivo de aprimorar a aparência ou reparadora que visa corrigir lesões ou sequelas.

Ao optar por um médico, é importante saber se ele está vinculado a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Pedir recomendação de médicos e clínicas à familiares e amigos, também é importante para o sucesso da cirurgia.

A preocupação estética cresce cada vez mais e com isso aumenta também a busca por cirurgias plásticas.  Porém, é preciso estar alerta para os riscos e mudanças da cirurgia. Por isso a importância de buscar um bom profissional para avaliar se a cirurgia é adequada para você.

 

Quer saber mais sobre cuidados com a sua saúde? Leia também esses outros textos aqui no blog e previna-se:

Alimentação Saudável: Guia para a reeducação alimentar da mulher
Saúde da Mulher. Guia completo para você
Insônia: Guia completo, causas, tratamento e medicamentos 

 

As informações deste artigo foram úteis para tirar as as suas dúvidas sobre Cirurgia Plástica? Então compartilhe com outras pessoas que também estão buscando informações e ajude elas a saberem mais sobre o tema.