Excesso de carne vermelha aumenta risco de Diabetes

Além de doenças cardiovasculares, hipercolesterolemia e obesidade, o alto consumo de carne processada é causa da Diabetes.

A OMS estima que quase 250 milhões de pessoas têm diabetes no mundo e a Diabetes tipo 2 corresponde a aproximadamente 90% dos casos. Ela normalmente está ligada a pessoas obesas por volta dos 40 anos de idade. Apesar de ser crônica, nota-se nos últimos anos um crescimento da Diabetes em jovens. Segundo especialistas, isso pode estar diretamente ligado a hábitos alimentares, comidas industrializadas e o sedentarismo.

Um relatório publicado pelo “Journal of the American Medical Association”,  em 2013, demonstra uma forte associação entre o consumo de carne vermelha processada e a Diabetes tipo 2. A pesquisa realizada com 442.101 pessoas, nos Estados Unidos, trouxe respostas alarmantes. Por exemplo:

– Cada porção de carne processada, incluindo salsichas, bacon, salame e outros cortes a frio, representou um aumento de 51% no risco de diabetes;
– A porção de carne vermelha, como hambúrguer, bife de porco ou cordeiro, tem sido associada a um aumento de 19% no risco de diabetes;
– Substituir uma porção de carnes vermelhas ou processadas por opções saudáveis, como nozes, grãos integrais e baixo teor de gordura, foi responsável por uma redução de 16% a 35% no risco de diabetes.

A prevenção e o controle da Diabetes são fundamentais. Qualquer indivíduo deve estar atento a adotar uma dieta saudável e equilibrada, exercitar-se regularmente e monitorar de vez em quando os níveis de glicose no sangue, assim tendo uma vida longa e saudável.

O fator principal é refletir sobre seu consumo de carne vermelha e buscar o equilíbrio. Não é necessário privar-se completamente da carne, mas procurar diminuir seu consumo já é um grande passo para a prevenção não só da Diabetes, mas também de doenças cardiovasculares, hipercolesterolemia e obesidade.

Deixe uma resposta