O prato ideal de comida: o que pode e o que não pode

Pode parecer impossível, mas a alimentação saudável está longe de ser um sacrifício

Montar o prato ideal não é uma tarefa fácil. Alguns especialistas dizem que não devemos comer nenhum tipo de proteína animal, como carne, leite e queijos. Outros dizem o contrário, e argumentam que não há nada que possa substituir a carne vermelha, mas que ela deve conter o mínimo de gordura possível.

Mas afinal, como devo me alimentar?

Nós vivemos um tempo de abundância. Temos acesso à supermercados lotados de produtos e restaurantes com montagem de prato por kilo ou com opções de rodízio, as famosas refeições ilimitadas. Não é fácil resistir às tentações que estão por aí.

Nós já sabemos que uma alimentação excessiva de gorduras e de açúcares são grandes responsáveis por doenças como diabetes, hipertensão e complicações respiratórias. Por isso, devemos evitar principalmente refrigerantes, saquinhos de bala, barras de chocolates e frituras.

E o resto, pode?

Quando listamos os alimentos que devem ser retirados da nossa dieta, pode parecer não ter restado nenhuma opção saborosa. E ninguém quer isso. Comer é um dos prazeres da vida e pode continuar sendo mesmo com uma dieta balanceada e saudável.

Para ajudar as pessoas que querem ser saudáveis, mas ainda não sabem como, os experts em Saúde Pública da Escola de Harvard nos Estados Unidos, preparam um guia que indica o prato de uma refeição ideal.

Confira agora:

Deixe uma resposta